Myanmar: saiba mais

Myanmar pode até não ser um dos destinos mais conhecidos do continente asiático, mas sem dúvida, é um dos destinos mais excêntricos, curiosos e exóticos de toda a Ásia.

Com uma diversidade étnica impressionante, o país conta com belezas naturais impressionantes, estupas, castelos surpreendentes construídos em meio às florestas e templos suntuosos de Buda.

Com certeza, você vai se encantar com o estilo de vida de Myanmar. Histórias, tradições e muita cultura não faltam por lá.

Myanmar: história, cultura e curiosidades

Em Mianmar, a cultura é muito rica, assim como toda a sua história. Antes de contarmos um pouco sobre este destino, é importante saber que até 1989, a atual Myanmar era chamada de Burma ou Birmânia.

Por isso, você já pode ter visto Myanmar e Birmânia como nome para o mesmo destino.

Para você entender um pouco sobre o país, no século XIX, Myanmar foi agregado ao Império Britânico e somente se tornou colônia própria em 1937.

Porém, sua independência foi conquistada somente em 1984 após muitos confrontos.

O país enfrenta um regime ditatorial bem rígido há décadas, mas, nos últimos anos, o governo abriu as portas para o turismo, uma vez que por lá há locais interessantíssimos para conhecer.

Com forte influência do budismo e do povo Mon, em Myanmar, curiosidades e uma rica cultura são as principais atrações.

Uma delas é que os rapazes budistas devem se tornar monges por pelo menos um período da juventude.

Aliás, o país ficou muito conhecido no mundo por conta das mulheres das tribos Kayan e Padaung, que usam anéis de metal a fim de alongar o pescoço.

Por lá, você verá também muitas pessoas usando uma pasta branca, que é a thanaka, um cosmético artesanal à base de casca moída para se proteger do sol. Inclusive, esse hábito é milenar.

Aliás, não estranhe a tonalidade avermelhada dos dentes dos moradores locais, que mascam noz de areca com folhas de betel.

Turismo em Myanmar

Um dos grandes destaques no país são os templos e stupas budistas espalhados por todo país. Aliás, os mosteiros, como o Monastério Mahagandayon, a mais importante escola de monges do país.

Um local que atrai muitos turistas é Bagan, uma região em meio à vegetação e montanhas, onde estão concentradas centenas de estupas.

Não deixe de fazer um passeio de balão, um dos divertimentos mais conhecidos da região.

Outras atrações turísticas como o Uppātasanti Pagoda, um impressionante monumento que possui o dente do famoso Buda da China, além de outras relíquias.

A imponente Shwedagon Pagoda, de cor dourada com cerca de 100 metros de altura, construída há quase 3 mil anos, também é muito importante para o turismo do país, atraindo milhares de visitantes todos os anos.

Onde fica o Myanmar?

Para quem tem dúvida sobre onde fica Myanmar, saiba que o país está situado no Sul da Ásia, fazendo fronteira com a Índia, China, Tailândia, Laos, Bangladesh e também com o Oceano Índico.

Qual idioma oficial de Myanmar?

Em Myanmar, a língua falada no país oficialmente é o birmano, mas por conta da colonização britânica, o inglês também é um idioma muito usado.

Por isso, fique tranquilo, pois a comunicação por lá será mais fácil do que você pensa.

Qual a moeda levar para Myanmar?

No país de Myanmar, a moeda usada é o quiate. Para você entender, 1 real brasileiro equivale a aproximadamente 343 quiates. Em uma viagem pelo país, em média seus gastos podem chegar a R$ 300 por dia.

Por exemplo, a diária de um hotel por lá é bem barata, podendo variar de R$ 70 a R$ 100 com café da manhã incluso.

O transporte também não é diferente. Para um passeio entre as cidades, por exemplo, você pode desembolsar cerca de R$ 70 entre as cidades de Yangon e Inle Lake.

Já uma corrida de táxi pode custar entre R$ 6 a R$ 9 dependendo da distância.

Na hora das refeições, você vai se surpreender, pois é possível encontrar refeições que variam entre R$ 2 a R$ 10. Por fim, os passeios podem custar entre R$ 3 e R$ 80 dependendo do tipo de atração.

Quando ir a Myanmar?

Ao montar um roteiro de viagem para Myanmar, o turismo é mais recomendado entre os meses de outubro e fevereiro, durante o outono e inverno, que é a alta temporada por lá.

Neste período, a possibilidade de chuvas é menor e as temperaturas não são tão altas assim, ficando entre 13 graus de mínima e 20 graus de máxima.

baixa temporada acontece no verão asiático no período entre junho e setembro, quando as temperaturas podem ficar acima dos 30 graus.

Myanmar melhores destinos para conhecer

Para montar um roteiro bem bacana por Myanmar, inclua as cidades de Naipidau. 

Ela começou a ser construída há menos de 20 anos. Visite também Yangon, que possui a linda Shwedagon Pagoda, uma estupa dourada com mais de 100 metros de altura.

Conheça ainda a Mandalay, a cidade dos monges, e também a Bagan, um local repleto de estufas e que oferece belíssimos passeios de balão.

1. Naipidau

Capital de Myanmar, Naipidau é considerada uma das cidades mais misteriosas do planeta. Inclusive, sua história é bem recente, sendo que ela começou a ser construída em 2002.

Ao visitar a cidade, você observará que as estradas são novas e os canteiros são repletos de flores e muito bem-cuidados.

Além disso, por lá, há prédios enormes, shoppings, hotéis suntuosos e grandes esculturas. O Uppātasanti Pagoda, um lindo monumento que possui várias relíquias e também o dente do famoso Buda da China.

2. Yangon

Yangon
Fonte: Pexels

Na hora de montar o seu roteiro das cidades para conhecer em Myanmar, o que fazer não vai faltar, principalmente em cidades como Yangon que, no passado, tinha o nome de Rangoon.

O local possui muitos prédios históricos construídos no período colonial, que infelizmente não contam com as condições mais adequadas de preservação, mas que valem sim uma visita.

Entre as atrações existentes por lá, não deixe de conhecer a Shwedagon Pagoda, uma belíssima estupa de cor dourada, que conta com mais de 100 metros de altura, construída há quase 3 mil anos.

Inclusive, o local é considerado o templo da religião budista mais antigo do mundo, abrigando, inclusive, fios originais de cabelo do Buda e outras relíquias.

Para quem gosta de mergulhar no dia a dia dos moradores locais, uma dica é fazer um passeio de trem circular, que percorre quase 40 estações em cerca de três horas.

Você vai se encantar com o cotidiano e com o jeito acolhedor do povo.

Ah, inclua ainda no seu tour uma visita ao Chauk-htat-gyi Buddha Temple, ao templo Pagode Sule e também ao Bogyoke Aung San Market, um mercado bem legal para fazer compras.

3. Mandalay

Na sua viagem para Myanmar, o roteiro deve incluir também Mandalay, considerada a segunda maior cidade do país. Ela é famosa por contar com 60% dos monges existentes em Myanmar.

Nos seus passeios pela cidade não deixe de visitar o Monastério Mahagandayon, que possui centenas de monges. Por lá, é possível observar o dia a dia e também os rituais religiosos.

Visite também o imponente templo Mahamuni Paya, que é conhecido por permitir a lavagem do rosto do Buda. Porém, a prática somente é liberada entre as 4h30 e 5h00.

Os vilarejos precisam estar no seu tour, assim como uma visita ao Mandalay Hill, o local mais alto da cidade, de onde é possível apreciar a linda vista de Mandalay.

4. Bagan

Bagan
Fonte: Pxhere

Ela é um dos lugares mais encantadores de Myanmar com diversas estupas, uma linda vegetação e montanhas longínquas ao seu redor.

O local é conhecido por oferecer passeios de balão, de onde é possível apreciar mais de dois mil templos e pagodas milenares.

Se quer conhecer o lugar da forma mais rústica possível, uma dica é alugar uma bicicleta e percorrer as trilhas até Bagan.

Por lá, visite os templos de Shwegugyi, Thatbyinnyu e Ananda, além do Shwesandaw, que oferece uma das vistas mais lindas do pôr do sol.

 

Boa viagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.